Profissionais de beleza oferecem corte de cabelo gratuito para doar aos pacientes da fundação Laço Rosa no Rio de Janeiro

A iniciativa “Doe cabelos, espalhe sorrisos” reforça a importância do autoexame e de apoiar a causa entre as mulheres cariocas.

 

Rio de Janeiro/RJ – Quem deseja doar cabelos para mulheres que fazem o tratamento contra o câncer poderá cortar as madeixas gratuitamente nos próximos dias 16 e 17 de outubro, na capital fluminense. A ação faz parte da campanha “Doe cabelos, espalhe sorrisos”, iniciativa da marca de cosméticos Mutari.

Os interessados poderão cortar os cabelos de graça no salão Ateliê de Beleza Betânia Carvalho, localizado na Travessa Lopes, 17, no bairro Cidade Nova, na região Central do Rio, entre 10h e 17h. Para participar, o interessado deve entrar em contato pelo telefone (21) 98395-0064 e confirmar a doação, além de escolher o modelo de corte desejado.

De acordo com a direção da Fundação Laço Rosa, a mecha de cabelo deve ter no mínimo 15 cm e pode ter química ou ser tingido.

“Queremos despertar na sociedade a conscientização pela necessidade do olhar para o próximo, tendo em vista que um dos caminhos para vencer a luta pelo câncer é contribuindo com o nosso afeto e a amizade, mesmo que não conheçamos diretamente aquele que necessita de nosso apoio”, enfatiza Ana Cristina Baptistelli, Diretora de Marketing da Mutari, que ainda ressalta: “Estamos muito empenhadas em levantar esta bandeira de luta e de amor pela vida também em outras cidades brasileiras como é o caso do Belo Horizonte, Pelotas, Goiânia, Aparecida de Goiânia, Petrolina e Aracajú, no qual teremos profissionais cortando cabelos gratuitamente”.

Para conhecer de perto das ações sociais da Mutari, acesse: www.mutari.com.br ou pelas redes sociais seguindo o @mutarioficial no Instagram e no Facebook.

Saiba mais sobre a Fundação Laço Rosa

A Fundação Laço Rosa nasceu em 2011, a partir da experiência vivida por Aline Lopes e sua família. Em 2007, Aline descobriu um diagnóstico de câncer de mama na sua gestação e iniciou uma luta contra a doença, passando por uma mastectomia radical e sessões de quimioterapia. Passou por muitos momentos de luta, perseverança e fé, fazendo com que  acreditassem na sua cura e dando força para lutar pela sua vida e de seu filho. Sem ter muitas informações sobre o assunto, ela procurou a internet para se aprofundar mais no que estava vivendo.

Em seu histórico familiar, ela perdeu seu pai precocemente, vítima de câncer, e outro caso da doença em sua irmã mais velha, Andréa, que teve na tireóide. Inspirada na história de Nancy G Brinkera, fundadora da maior instituição de prevenção ao câncer de mama, a Susan G. Komen for the cure, que ela junto com as irmãs decidiram orientar as pessoas com câncer de mama. Elas tinham o foco de transformar essa fase dolorosa e de muitas preocupações em uma fonte de inspiração para outras pessoas que vivem o dilema do câncer de mama, seja nas suas vidas ou na daqueles que amam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *